Polícia Federal prende duas pessoas por tráfico internacional de animais em SC

Ofensiva foi desencadeada nesta terça-feira (9) na Capital e outras três cidades

Por Aline S Z Klitzke em 09/07/2024 às 14:31:02

Suspeitos de um articulado esquema de tr√°fico internacional de animais silvestres foram alvos de operação da Polícia Federal nesta terça-feira (9). Os dois homens foram capturados nas cidades de Florianópolis e Rodeio.

Além dos dois mandados de prisão, foram cumpridos outros seis de busca e apreensão, nos municípios de Angelina, Rodeio, Jaragu√° do Sul e também na Capital catarinense.

Suspeitos de tr√°fico internacional de animais começaram a ser investigados em 2022

Desde que o monitoramento dos suspeitos começou, a Polícia Federal identificou um sofisticado esquema para comercializar, ilegalmente, as aves. As espécies eram levadas do Brasil para Argentina e Uruguai, e trazidas desses países para o estado de Santa Catarina.

"Identificou-se núcleos integrantes dessa organização criminosa, respons√°vel pela logística, o translado dos animais por meio do Rio Uruguai, ou da fronteira seca. Também havia meio de transporte por caminhões para que esses animais fossem levados para o Sul, Sudeste e também Cone Sul", explica a delegada da Polícia Federal, Anelise Wollinger Koerich.

Gaiolas foram apreendidas em operação contra o tr√°fico internacional de animais silvestres – Foto: Polícia Federal/ Reprodução/ ND

Gaiolas foram apreendidas em operação contra o tr√°fico internacional de animais silvestres (Foto: Polícia Federal / Divulgação)

Esquema de aluguel de veículos para despistar a Polícia

Os suspeitos viajavam com certa frequ√™ncia para a fronteira e utilizavam carros alugados para transportar os p√°ssaros, de diversas espécies. Um deles j√° havia sido abordado diversas vezes em rodovias no sul do Brasil.

"Um dos investigados, o principal deles, já tinha sido flagrado mais de 7 vezes, formalmente, com animais nas rodovias. Assinou termo circunstanciado, sem maiores consequências", destaca a delegada.

Na casa dos suspeitos, foram apreendidas gaiolas, ferramentas e armas de airsoft. Os mandados foram expedidos pela 1¬™ Vara Federal de Florianópolis, que também determinou a apreensão de veículos.

Pena pode ultrapassar 8 anos de reclusão

Segundo a Polícia Federal, os suspeitos serão indiciados por crimes contra o meio ambiente, receptação qualificada e envolvimento em organização criminosa voltada ao tr√°fico de animais. As penas são superiores a 8 anos de prisão.

Armas de airsoft foram apreendidas durante Operação Cygnus, contra tr√°fico internacional de animais silvestres - Polícia Federal/ Reprodução/ ND

Armas de airsoft foram apreendidas durante Operação Cygnus, contra tr√°fico internacional de animais silvestres (Foto: Polícia Federal / Divulgação)

Fonte: R√°dio Educadora

Comunicar erro
Milur Modas
Cipriani Multimarcas

Coment√°rios

Ponto Com
Ponto Com
Papillon