Homem que tentou matar policial civil é condenado em SC

Por Aline S Z Klitzke em 22/05/2024 às 14:50:10

Em uma sessão do Tribunal do Júri na última sexta-feira (17/5), um homem acusado pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) foi condenado a cinco anos, cinco meses e 10 dias por atentar contra a vida de uma policial civil no exercício das suas funções. Considerando que o denunciado permaneceu preso entre novembro de 2021 e maio de 2023, o Juiz respons√°vel pela sentença determinou o cumprimento do restante da pena em regime semiaberto, concedendo-lhe o direito de recorrer em liberdade. A 1¬™ Promotoria de Justiça de Chapecó j√° interpôs recurso contra a sentença com o objetivo de aumentar a pena.

O caso ocorreu na noite de 31 de maio de 2021, no município de Chapecó, durante uma ação de monitoramento do tr√°fico de drogas, após a Divisão de Investigação Criminal de Fronteira receber informações de que indivíduos estariam chegando na cidade com entorpecentes. O destino supostamente seria a resid√™ncia do denunciado e de sua companheira, porém o veículo que estava sendo monitorado passou próximo ao local e rumou para outra resid√™ncia, forçando a equipe a se dividir entre os dois endereços.

Enquanto monitorava a resid√™ncia do investigado, a vítima, agente de Polícia Civil, acompanhada de outro agente, avistou o veículo conduzido pelo denunciado com a companheira, que deixou o local e retornou cerca de vinte minutos depois. Passados alguns instantes, os dois se preparavam para sair novamente quando a equipe policial decidiu abord√°-los no automóvel, j√° em via pública.

No momento em que o policial civil foi ao encontro do denunciado, que estava no banco do motorista, a agente vítima do crime se dirigiu à outra lateral do veículo, onde estava a companheira. O denunciado, então, arrancou o veículo de forma brusca, fazendo com que a agente ficasse com a mão presa na maçaneta da porta. A vítima foi arrastada pelo veículo por alguns metros até conseguir se soltar, vindo a cair na via pública em frente ao automóvel. O outro policial também foi jogado para tr√°s.

Ao tentar fugir, o denunciado arrancou com o veículo na direção da vítima e só não a atropelou por conta da r√°pida atuação do colega, que atirou no pneu traseiro do veículo e garantiu o tempo necess√°rio para que a colega não fosse atingida em cheio. Dessa forma, a agente foi atingida apenas pela lateral do veículo, com pequenas lesões nas mãos e nos joelhos. Ainda durante a fuga, o casal investigado tentou se desfazer de mais de R$ 30 mil em espécie.

O titular da 1¬™ Promotoria de Justiça de Chapecó, Promotor de Justiça Joaquim Torquato Luiz, destaca que mais uma vez a comunidade de Chapecó demonstrou confiar nas Polícias Civil e Militar e no Ministério Público. "Independentemente da pena, a condenação serve como clara resposta ao crime organizado, no sentido de que não serão tolerados desrespeitos às forças policiais, especialmente quando cometidos por meio de atos de viol√™ncia, como ocorreu no crime posto em julgamento", disse.

Fonte: Rede Web TV

Comunicar erro
Milur Modas
Cipriani Multimarcas

Coment√°rios

Ponto Com
Ponto Com
Papillon